Veja comidas que estarão em alta nos EUA em 2017

Gastronomia do sudeste asiático vem fazendo os americanos enfrentarem horas de filas em restaurantes

Publicado em 02/01/2017

Nos Estados Unidos uma explosão de tendências gourmets apontam o rumo da gastronomia para o ano de 2017. Segundo o site da UOL, comida do sudeste asiático, carne de açougues artesanais e pratos vegetarianos estão na lista de preferência daqueles que entendem de boa comida. A discussão sobre desperdício de alimentos também está em voga e será tema de um documentário assinado por Anthony Bourdain. Quer saber mais? Confira a lista a seguir e bom apetite:

Comida filipina é moda (foto acima)

O número de restaurantes que misturam comidas do sudeste asiáticos está aumentando rapidamente nos EUA. Visitem o muito proclamado Bad Saint, de Washington, onde o público começa a formar fila para jantar às 15h.

Carne só de açougues artesanais

A moda dos cortes caros e sofisticados de carne continua em 2017. Destaque para o excelente açougue White Gold Butchers de April Bloomfield em Upper West Side, Nova York. Entre os restaurantes, vale a pena conhecer o 4 Charles Prime Rib (NY), além do Au Cheval (Chicago) e o Pig Bleecker (NY), especializado em carnes defumadas.

O domínio dos vegetais

Cada vez mais os restaurantes estão ampliando a sua cartela de opções vegetarianas. Em Los Angeles, no P.Y.T, a estrela é um nabo salgado ao forno. O Beefsteak serve grandes milho e feijão defumados com molho barbecue. No Harvey, que abrirá em breve no Williamsburg Hotel, no Brooklyn, Nova York, o foco serão os pratos voltados aos vegetais, como um engenhoso pappardelle com pão bolonhês.

Fim do desperdício

O maior problema nos EUA é o desperdício de alimentos. Pesquisam apontam que 40% dos alimentos não são ingeridos. Anthony Bourdain está entre as pessoas que lutam contra esse problema. Ele, que é escritor e estrela de programas da TV americana, formou uma parceria com a Rockefeller Foundation para estrelar o filme-documentário chamado Wasted! The Story of Food Waste que vai debater sobre o problema. A produção deverá ser exibida ainda este ano.

Foto: Divulgação