Frutas e verduras embaladas e cortadas são a melhor opção?

Dietista mostra que a praticidade às vezes não é tão saudável assim

Publicado em 27/11/2018
Frutas descascadas e fatiadas em embalagens plásticas

Comprar alimentos já fatiados, descascados e embalados com certeza é mais fácil do que optar pelas suas versões inteiras, mas será que essa é a opção mais saudável também? É fato que aquela alface já cortadinha e ensacada facilita muito a nossa vida na hora de preparar uma salada, e que as rodelas de abacaxi cuidadosamente dispostas na bandejinha e cobertas com plástico filme são uma mão na roda comparadas à incômoda tarefa de cortar essa fruta tão espinhenta. 

No entanto, toda essa facilidade também tem seu lado negativo. Para deixar as coisas um pouco mais claras para os consumidores, a versão norte-americana da revista Men’s Health convidou a dietista Caroline Passerrello para contribuir com insights valiosos sobre o assunto:

Mais caros e menos nutritivos

Apesar de mais práticos, alimentos que já vêm descascados, fatiados ou cortados geralmente são mais caros, além de estarem mais expostos aos efeitos do oxigênio, da luz e do calor – fatores que afetam a retenção de vitaminas nas frutas, por exemplo. Vitaminas solúveis em água, como é o caso da B e da C, estão mais vulneráveis, uma vez que a água evapora com mais rapidez nesses produtos. 

Verduras ensacadas não são mais seguras

Folhas já separadas têm mais chance de apresentar bactérias, pois a exposição da superfície aumenta, assim como o risco de contaminação. Além disso, um ambiente quente, úmido e vedado é uma perfeita incubadora para E. coli, salmonella e listeria. A dica, nesse caso, é utilizar apenas as folhas/ramos que precisar na refeição do momento e retornar o alimento inteiro restante à geladeira.

Orgânicos sempre embalados

Para manter a certificação, tanto dos produtores quanto dos vendedores, itens orgânicos sequer podem encostar diretamente nos convencionais. Por isso eles geralmente são embalados. Caso você compre diretamente do produtor, essa exigência não é necessária.

Maçãs são um caso à parte

Uma maçã podre realmente pode comprometer todas que estão à sua volta. Isso por conta da liberação do gás etileno, que acelera o processo de amadurecimento das frutas. Portanto, maçãs embaladas em pequenas porções, com poucas unidades, têm menos chance de virem estragadas.

Capa: Shutterstock